Radiofrequência visa a tonificação cutânea através da estimulação das fibras de colagénio e elastina, melhorando assim a qualidade da pele, também reduz a celulite e as adiposidades devido ao poder térmico desta tecnologia, assim, reduz simultaneamente a quantidade de gordura e diminui a flacidez cutânea.

É um tratamento estético com muitas indicações, devido à sua versatilidade, eficácia e segurança e por isso conhecido também como “lifting sem cirurgia”.
Esta tecnologia utiliza uma energia térmica com o intuito de aquecer a camada derme promovendo a estimulação de novo colagénio e aumentar o metabolismo celular melhorando o aspeto da pele.

As indicações da radiofrequência são:

  • redução de rugas;
  • redução de celulite;
  • tratamentos de flacidez/ estrias e cicatrizes

A radiofrequência trata rugas e flacidez da pele.
A técnica não é invasiva e causa efeitos apenas na área de tratamento. O objetivo é aumentar a temperatura da pele e do tecido subcutâneo até 39°C a 42°C e mantê-la por um período de 15 minutos. Pode ser realizada em todas as regiões do corpo e face, exceto região da tiróide.

A sua atuação na gordura localizada deve-se ao calor profundo da tecnologia que atua na célula de gordura (adipócito),  melhorando seu metabolismo (lipólise), aumentando a oferta e a difusão de nutrientes, diminuindo a reserva de energia (trigliceridos) e contribuindo para a redução de seu volume.

Na celulite a radiofrequência atua na inflamação causada no tecido adiposo. Melhorando a gordura localizada, e estimulando o colagénio o aspecto da celulite melhora. Em conjugação com a técnica em que o vácuo o método funciona também como uma drenagem linfática contribuindo para a oxigenação dos tecidos e  redução de toxinas.

A atuação no colagénio deve-se ao aquecimento do tecido através da corrente elétrica, ocorrendo a produção da temperatura acima do normal, que gera a contração imediata do colagénio e remodelação da fibra de colagenio e elastina já existentes. Após o tratamento dá-se o estímulo dos fibroblastos para produção de novo colagénio.